Crenças

CREMOS:

• Que a Bíblia é a Palavra de Deus, escrita por homens piedosos, inspirados pelo Espírito Santo (Lc 21.33, Jo 17.17, Hb 4.12, II Tim 3.16);

• No Deus Triúno – Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo – corroborado pelo Credo Apostólico, que é a nossa declaração de fé: “Creio em Deus Pai, Todo-poderoso, Criador do Céu e da terra. Creio em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do Espírito Santo; nasceu da virgem Maria; padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado; desceu ao Hades; ressurgiu dos mortos ao terceiro dia; subiu ao Céu; está sentado à direita de Deus Pai Todo-poderoso, donde há de vir para julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo; na Santa Igreja Universal; na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressurreição do corpo; na vida eterna. Amém;

• Que Deus criou todas as coisas – afirmação criacionista – e, por último, “homem e mulher os criou” (Gn 1.27), como “coroa da criação”;

• Que somos justificados, remidos, reconciliados e purificados pelo sangue de Jesus;

• Que no ato da justificação, somos selados com o Espírito Santo da promessa, que é a garantia da nossa salvação e passa a habitar em nossos corações (Ef 1:13,14, 1 Co 3:16, 6:19);

• Que é impossível ao cristão – habitação do Espírito Santo – ficar possesso ou endemoninhado. Todavia, a Palavra de Deus nos alerta quanto aos perigos e às seduções de diversos tipos de pecado, que podem servir de brecha ao Diabo para contaminar e oprimir o cristão (Lv 19:31, Ef 4:27, 5:3-5, 1 Pe 5:8);

• No batismo e santa ceia, instituídos pelo Senhor Jesus Cristo (Mt 28.19, I Co 11.20-34);

• Que há poder na oração do justo;

• Que Missões são a base da expansão do Reino de Deus, iniciando nos arredores até os confins da terra;

• Que a pregação e o ensino da Palavra são as bases de transformação do indivíduo e da congregação. O ensino deve promover transformação;

• Que Deus se importa com os perdidos e nós nos importamos, também;

• Que a evangelização deve ser relacional e encarada como um processo;

• Que a igreja deve ser culturalmente relevante enquanto permanece doutrinariamente pura. As edificações, a comunicação e as artes viabilizam a contextualização;

• Na heterossexualidade como o padrão bíblico e saudável que conduz à construção de uma sociedade de harmonia e bom exercício de cidadania, sob a marca do amor criador e da graça renovadora de Deus;

• Que a família, da forma constituída por Deus, é a base da Igreja e da sociedade, onde são moldados a personalidade e o caráter do indivíduo, pelo ensino e pelo exemplo;

• Que o verdadeiro discípulo deve almejar o caráter de Jesus Cristo, ser frutífero e buscar crescimento contínuo;

• Que a igreja deve funcionar como uma comunidade, onde todos desenvolvem dons espirituais, habilidades e ministérios para o aperfeiçoamento dos santos, para desempenho do seu serviço e edificação do Corpo de Cristo (Ef 4.11-16);

• Que o amor e a unidade devem permear os relacionamentos entre os membros da igreja: ministração em amor, perdão e ministérios compartilhados que promovam a edificação entre os irmãos;

• Que os dízimos e ofertas foram instituídos por Deus, descritos no Antigo Testamento, e confirmados por Jesus no Novo Testamento, devendo ser trazidos para a igreja local;

• Que mudanças profundas e duradouras na vida das pessoas devem acontecer, tanto na Grande Congregação como no âmbito dos Pequenos Grupos: evangelismo, integração, comunhão, discipulado, transparência, responsabilidade mútua e prestação de contas;

• Que a busca da excelência traz honra a Deus e reflete o Seu caráter: planejamento, avaliação, críticas construtivas, trabalho árduo e melhoria contínua;

• Que a igreja deve ser liderada por aqueles que possuem dons espirituais, vocação e aceitação da comunidade: fidelidade, capacitação, liderança servil, convicção e visão (I Tm 3);

• Que a total devoção e submissão ao Senhor Jesus são características normais de um discípulo: mordomia, servitude, humildade e dependência de Deus;

• Que a prática das boas obras é bíblica;

• Que a adoração é um estilo de vida.


Publicado em: 05/12/2019 | Textos relacionados | Página principal

Profissionais da igreja
Tudo o que você precisa:

Nossos contatos
Vamos conversar?

  • 31 - 3245-9009
  • 31 -
  • secretaria@imcbh.com.br
  • juliano.urias@gmail.com
  • Fale conosco

Redes sociais
Curta nossas redes

Liderança e equipe
Conheça nossa equipe