Mães segundo o coração de Deus

Um desafio enorme para cada mãe, em nossos dias, é conciliar uma vida tão cheia de atribuições com a maior e mais preciosa de todas as tarefas: SER MÃE. E interessante, que o sentimento de culpa chega muitas vezes tão forte que neutraliza estas mulheres, tornando-as passivas diante dos desafios da educação de seus filhos.

Quando o salmista expressa a bênção da família, dizendo que “os filhos são herança do Senhor” nos leva a entender que Deus nos deu o privilégio de sermos mães e junto, o desafio de amar, instruir e disciplinar. Ser mãe sempre exigiu de nós, mulheres, um investimento de tempo. Pois não há como cumprir nossa missão fielmente sem dar-lhes a devida importância, investindo na mesma o tempo que é necessário.

Como amar sem investir tempo? Como instruir, educar, sem investir tempo? Como disciplinar sem investir tempo? É uma decisão que cada mãe vai tomar: quanto tempo vou investir na vida de cada filho? Não dá para delegar a outras pessoas esta “tarefa de mãe”.

Como saber se tenho amado, instruído e disciplinado meus filhos? Vamos lá:

  • AMAR - herança maior que uma mãe pode deixar para seu filho, o senso de que ele tem valor, de que é amado, independente de qualquer circunstância. Quando amamos investimos o nosso tempo e este amor pode ser manifesto de várias formas, inclusive quando diz: “não”. Algumas mães tem confundido amar com dar roupas, presentes, vida folgada... o amor está ligado à relação, ao relacionamento, que o dinheiro não pode comprar. A roupa precisa vir acompanhada do afeto, da valorização da pessoa que irá vestir; o presente deve ter um significado de afeto, o passeio só terá valor se tiver a presença, a entrega. Quantas mães vão passear e levam suas babás e não têm qualquer contato com seus filhos na areia da praia, no passeio na rua ou em qualquer outro lugar. O que conta é o contato, ele marca, ele demonstra o amor que supostamente existe.

  • INSTRUIR - É ensinar até que aprenda. A instrução não tem prazo de validade. Começa na infância e vai até a fase adulta. A principal forma de instrução é pelo exemplo e pelo diálogo.

  • DISCIPLINAR – Originalmente esta palavra vem de “discípulo” e para as mães tem o sentido de trazer os filhos ao lugar que é devido, correção de rota. A disciplina varia de acordo com a idade, mas a regra geral é que a mesma “seja feita em amor”.

O grande desafio para nós, mães, é vivermos para a glória de Deus, exercendo esta missão que Ele próprio nos deu com o melhor de nós, pois o tempo passará tão rapidamente e logo, procuraremos os nossos filhos e eles estarão em suas casas, conduzindo suas vidas. Que Deus nos abençoe hoje para amarmos, instruirmos e disciplinarmos e futuramente nos dê vida para colhermos os frutos de uma maternidade exercida em sua plenitude, para a Glória de Deus!


PUBLICADA EM: 12/05/2014 08:59:25 | VOLTAR PARA Reflexão | OUTRAS PUBLICAÇÕES
FONTE: Por Edleide Castro


Profissionais da igreja
Tudo o que você precisa:

Nossos contatos
Vamos conversar?

  • 31 - 3245-9009
  • 31 -
  • secretaria@imcbh.com.br
  • secretaria@imcbh.com.br
  • Fale conosco

Redes sociais
Curta nossas redes

Liderança e equipe
Conheça nossa equipe